Como se tornar um subadquirente com o seu marketplace?

Se você deseja compreender como evoluir para um subadquirente utilizando seu marketplace, é provável que já esteja em busca de uma alternativa de pagamento perfeita para a sua empresa.

No ambiente do e-commerce, grandes nomes do setor, tais como Magazine Luiza, Walmart e Netshoes, têm atuado na categoria de marketplace e trabalhado como agentes liquidantes de pagamentos, onde o valor total de uma venda é recebido e, posteriormente, repassado aos Sellers (comerciantes que fazem uso do marketplace).

Assim, o marketplace torna-se um subcredenciador para os comerciantes (uma prática que já é realizada por subadquirentes há bastante tempo), e nos leva a entender que subadquirentes e marketplaces são entidades ‘distintas’.

Identificar o potencial financeiro do seu empreendimento é o passo inicial para criar novas fontes de renda e aprender como se tornar um subadquirente.

Se você está sintonizado com as transformações no mercado de pagamentos e deseja ser um precursor em sua área, podemos auxiliar você!

Junte-se a nós!

A relevância da parceria para se tornar um subadquirente ou fintech

Para fundar uma fintech ou se transformar em um subadquirente, é vital entender um pouco sobre o conceito de banking as a service. Você está familiarizado?

Quando um marketplace não deseja desenvolver sua própria plataforma de pagamento, a estratégia ideal é estabelecer parcerias que simplifiquem o processo de subcredenciamento.

Como resultado, o marketplace torna-se independente dos bancos convencionais, conseguindo administrar toda a sua receita em um único local e se transformando em fintech.

No momento, vários marketplaces estão integrando seus sistemas a plataformas de pagamentos seguindo essa lógica e desenvolvendo suas próprias soluções.

Por meio de uma única integração via API, você se associa a uma plataforma de pagamento e o seu marketplace ganha mais valor agregado e dispõe de uma plataforma white label completa.

Nessa plataforma, você pode customizar pagamentos com a sua marca e realçar ainda mais o nome do seu negócio. Esse é um diferencial competitivo que vem funcionando cada vez mais para empresas com clientes de nicho e permite até a criação de um novo mercado.

Transformar-se em fintech ou subadquirente não significa converter o seu negócio em algo já existente, mas sim desvendar um espectro de oportunidades de lucro através das demandas de pagamento de seus clientes.

Tornando-se uma fintech na prática

Imaginemos um marketplace onde os clientes possam contratar os serviços de vários profissionais de limpeza. No entanto, a maioria desses profissionais não tem uma conta bancária. Um dilema, certo?

Ao tornar-se um subcredenciador, o marketplace começa a oferecer aos profissionais uma Conta de Pagamento, para que possam liquidar os pagamentos das transações realizadas pelos clientes e repassá-las diretamente aos profissionais.

Assim, os fornecedores não precisam depender de um banco tradicional para receber seus pagamentos e tudo é gerenciado em um único local, desde a divisão de pagamentos até a gestão de recebíveis.

Agora que você já está ciente de como se tornar um subadquirente, descubra como a parceria com a PagusBank pode ajudar a ampliar o seu faturamento, criar a sua própria fintech e auxiliar na expansão de seus fornecedores e clientes.

Comentários (0)
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Nenhum comentário. Seja o(a) primeiro(a) a comentar!